HarboR Informática Industrial Ltda.
info@harbor.com.br
+55 (48) 3333-2249

SENAI e HarboR lançam plataforma para controle de produção e gestão da eficiência em tempo real

Blog

SENAI e HarboR lançam plataforma para controle de produção e gestão da eficiência em tempo real

Ouvimos com bastante frequência o questionamento de como é possível fazer o controle de produção e monitorar a produtividade industrial em tempo real, para encontrar os gargalos e eliminá-los, e aumentar a quantidade produzida sem necessidade de novos investimentos, ou apenas entregar a produção planejada dentro do prazo.

Como já falamos no post Como otimizar o chão de fábrica utilizando MES?, para monitorar e organizar um processo produtivo a adoção de um sistema de controle de produção MES* é fundamental. É a ferramenta indicada para se melhorar o controle da produção, reduzindo perdas e aumentando a eficiência.

*Caso esteja interessado neste assunto, temos uma categoria do blog com alguns posts e um caso de sucesso detalhado

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) entende que a adoção de tecnologias da Indústria 4.0 é fundamental para recuperar a competitividade da indústria brasileira, e tem tomado diversas ações para que essa adoção aconteça rapidamente no Brasil, incluindo as indústrias de todos os portes. São exemplos dessas ações o programa Indústria + Avançada, o portal SENAI 4.0, a Carta da Indústria 4.0, e a plataforma MInA – Minha Indústria AvançadaNosso objetivo neste post é apresentar essa plataforma, uma solução de controle de produção e melhoria da gestão dos recursos produtivos no chão-de-fábrica, desenvolvida em parceria entre a HarboR e o Instituto SENAI de Inovação para Tecnologias da Informação e Comunicação, o ISI-TICs.

Acesse o White Paper desenvolvido pelo ISI-TICs sobre a internet das coisas na indústria.

Plataforma MInA – Minha Indústria Avançada, uma solução de controle de produção

O MInA é uma plataforma de gestão e controle de produção na nuvem que utiliza hardware comercial de coleta de dados de sensores, exigindo apenas um link de internet para ser usado. É bastante simples, pode ser adotada em pouco tempo e com baixo custo, mas ainda assim as empresas que o adotam conseguem atingir o nível 4 dos seis definidos no Índice de Maturidade de Indústria 4.0, definido pela ACATECH (Academia Nacional de Ciência e Engenharia, da Alemanha). Atende portanto as necessidades de Digitalização da informação, Conectividade, Visibilidade, Transparência, e para alguns aspectos, a Previsibilidade.

Seu diferencial é a instalação rápida, em três etapas que podem ser completadas em até uma semana:

  1. Instalação e conexão dos sensores;
  2. Cadastro dos dados;
  3. Treinamento dos usuários.

Após essa semana, estarão disponíveis em tempo real e de forma automática:

  • Contagem da produção;
  • Registro de paradas;
  • Cálculos de indicadores de produtividade e eficiência.

Com esses dados é possível acompanhar e avaliar a produção em tempo real de forma simples e rápida. A solução não exige um hardware específico, e pode ser também utilizada em celulares ou tablets. O foco é na plataforma de software, responsável por processar os dados coletados e transformá-los em informações úteis para orientar ações que podem ser tomadas imediatamente para reduzir perdas. A plataforma, que é administrada pelo SENAI, também gera automaticamente indicadores usados por supervisores, diretores e gerentes de produção e manutenção.

Benefícios do sistema

  • Baixo custo de adoção, com investimento praticamente zero
  • Implementação rápida
  • Paperless – redução de papel e controles paralelos
  • Coleta automática de produção e paradas
  • Facilidade de apontamentos manuais de refugo e retrabalho
  • Precisão e confiabilidade das informações
  • Escalável para acompanhar o crescimento da empresa
  • Dados disponíveis on-line em tempo real, basta ter acesso à internet (via computador, smartphone ou tablet, pois a plataforma é responsiva)

As indústrias que o adotam têm disponíveis informações como as mostradas abaixo, para todas suas máquinas ou linhas de produção, atualizadas em intervalos de alguns segundos (cada retângulo abaixo corresponde a uma linha ou máquina):

  • ordem em produção
  • quantidade produzida
  • índice de OEE
Status de recursos produtivos para facilitar o controle de produção

Status dos recursos

Além do acompanhamento em tempo real, a cada turno de trabalho o sistema gera um relatório consolidado, mostrando:

  • os dados de produção hora a hora
  • perdas por paradas e qualidade
  • planos de ação de melhoria em curso
  • quantidade de mão-de-obra usada no turno ou dia

A figura abaixo mostra um exemplo desse relatório:

 

Relatório consolidado para controle de produção

Relatório consolidado

Aqui foram mostrados apenas dois dos recursos de acompanhamento e gestão que a plataforma oferece, mas muitos outros estão disponíveis.

Formato do programa

Inicialmente a plataforma MInA é oferecida apenas às indústrias que participaram do programa Brasil Mais Produtivo, e engloba a contratação de um pacote de serviços de consultoria e treinamento por parte de consultores do SENAI, e o acesso ao uso do software em si. O programa é oferecido pelos SENAIs de todos os estados, do CETIQT e do Distrito Federal, e tem duração de um ano (o uso da plataforma pode ser estendido após esse período).

A utilização da plataforma permite que a indústria receba acompanhamento dos consultores do SENAI a um custo total menor, pois com acesso aos dados reais em qualquer lugar e qualquer momento, os consultores podem estar sempre informados sobre a evolução dos trabalhos sem necessidade de visitas presenciais constantes.

Para mais informações, consulte a coordenação do programa, no Departamento Nacional do SENAI, pelo telefone (61) 3317 8322 ou email senai40@cni.com.br

Minha empresa não participou do Brasil Mais Produtivo. Posso usar a plataforma?

As empresas que não participaram do Brasil Mais Produtivo, ou não têm a alternativa de contratar o pacote de serviços oferecido pelo SENAI, podem usar o LiveMES, que é a solução oferecida diretamente pela HarboR e que tem as mesmas funcionalidades da plataforma MInA. As informações completas sobre as funcionalidades estarão em breve disponíveis em um post específico.

Na sua empresa já é utilizado um sistema MES  para o chão de fábrica? Conte para a gente nos comentários sobre a sua experiência!

Caso ainda não tenha e deseje melhorar a eficiência com uma solução alinhada à indústria 4.0, entre em contato conosco para conhecer melhor nossa solução.

 

Formada em Engenharia de Alimentos pela UFSC e Administração pela UDESC com pós graduação em Engenharia da Qualidade pela SOCIESC, trabalha desde 2013 na HarboR e já participou de projetos de implementação de software de CEP. Atualmente trabalha na área comercial e marketing.

Confira Perfil Completo no Linkedin

Você também pode gostar de ler:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cancelar