HarboR Informática Industrial Ltda.
info@harbor.com.br
+55 (48) 3333-2249

Gráfico de Pré-Controle: você sabe como utilizar?

Blog

Gráfico de Pré-Controle: você sabe como utilizar?

Você sabe o que é o Gráfico de Pré-Controle, também conhecido como Gráfico de Farol? Neste post vamos abordar quando usar este tipo de gráfico e qual a sua diferença em relação aos Gráficos de Controle.

Já vimos que um dos 7 Hábitos de Grande Sucesso na Manufatura é manter as coisas simples. Uma alternativa criada para simplificar os tradicionais Gráficos de Controle foi a criação do Gráfico de Pré-Controle. Com o objetivo de facilitar o uso e a interpretação dos dados de processo, o Gráfico de Pré-Controle foi criado para ajudar no controle de não conformidades, levando em consideração as especificações do produto.

Gráfico de Pré-Controle

O Gráfico de Pré-Controle compara as medidas individuais do processo com os limites de especificação, e não com a variação do processo como nos Gráficos de Controle. Neste sentido, o Gráfico de Pré-Controle pode ser usado para alertar o usuário quanto ao potencial de produzir peças defeituosas.

O Gráfico de Pré-Controle é uma forma de controlar a produção de não conformidades. Quando o processo se distribui de acordo com uma curva normal, as áreas do Gráfico de Pré-Controle são divididas em:

  • Verde (adequado): 50% do campo da especificação distribuído simetricamente em torno da média – quando a especificação é bilateral¹.
  • Amarelo (atenção): 50% do campo da especificação (25% em cada extremidade) – quando a especificação é bilateral².
  • Vermelho (inadequado): região fora dos limites de especificações.

histograma pré-controle especificacao

Para um processo com distribuição normal com Cp e Cpk igual a 1,00, aproximadamente 86,6% das peças estão na área verde, 13,2% estão na área amarela e 0,3% estão na área vermelha.

Limites de Pré-Controle

Diferente dos Gráficos de Controle, que levam em consideração a variação do processo para o cálculo dos limites de controle – de acordo com o Segundo Fundamento dos Gráficos de Controle de Shewhart – os Gráficos de Pré-Controle consideram os limites de especificações da peça para os cálculos de limites de pre-controle.

cálculo limite de controle

Os Limites de Especificação terão os mesmos valores dos Limites de Pré-Controle para o Gráfico de Pré-Controle quando o valor Cp meta for definido como 1,0.

Exemplo Prático: Gráfico de Pré-Controle x Gráfico de Controle

Vamos interpretar um Gráfico de Pré-Controle em comparação com um Gráfico de Controle para entender melhor a diferença entre eles. Com o InfinityQS, software para o gerenciamento de qualidade e implantação de CEP em tempo real, plotamos alguns dados de processo para a análise do Diâmetro A de uma peça em um Gráfico de Pré-Controle.

gráfico de pré controle

Avaliando o gráfico concluímos que:

  • O gráfico está divido em zonas com relação aos limites de especificação da peça, Limite Superior de Especificação (LSE = 47,0), Limite Inferior de Especificação (LIE = 33,0) e Alvo (40,0).
  • Os valores dos limites de pré-controle serão os mesmos dos limites de especificação para Cp meta = 1,0.
  • Todas as inspeções realizadas estão conforme os limites de especificações e nenhuma ação é necessária para ajustar o processo.

Agora vamos analisar estes mesmos dados plotados em um Gráfico de Controle (X Individual).

grafico_controle_analise

Analisando apenas a dispersão da média (não estamos levando em conta a distribuição da amplitude móvel), é possível verificar que:

  • Os valores dos limites de controle, Limite Superior de Controle (LSCc = 46,0), Limite Inferior de Controle (LICc = 38,0) e Linha Central (LC=42,0), possuem uma amplitude menor (Amplitude = 8,00) que a faixa aceitável pelos limites de pré-controle (Amplitude = 14, quando Cp meta = 1,0).
  • O primeiro ponto está fora de controle, ou seja, deve-se investigar o que aconteceu no processo para isolar a causa desta variação, pois não é um comportamento esperado para este processo.

Quando adicionamos no Gráfico de Controle os marcadores de limites de especificação conseguimos visualizar melhor como a faixa do Gráfico de Pré-Controle é maior (aceita mais variação do processo) do que os limites de controle do Gráfico de Controle:

grafico_controle_limites_especificacao

Esta diferença na amplitude dos limites de controle – entre os Gráficos de Controle e Pré-Controle – acontece porque o Gráfico de Pré-Controle considera os limites de especificações enquanto o Gráfico de Controle considera a variação do processo para os cálculos dos limites de controle. Por isto é importante lembrar que para utilizar o gráfico de Pré-Controle o processo precisa ser capaz e estável.

Amostragem para o Gráfico de Pré-Controle

De acordo com o Manual de Referência de CEP do Instituto da Qualidade Automotiva (IQA) a amostragem de Pré-Controle segue algumas regras. Estas regras consideram um tamanho de amostra dois e antes de iniciar a amostragem o processo deve produzir 5 peças consecutivas na zona verde. As seguintes regras são avaliadas:

  • Dois pontos de dados na zona verde: continue executando o processo.

gráfico pré-controle 2_pontos_verde

  • Um ponto de dados na zona verde e um ponto de dados na zona amarela: continue executando o processo.

gráfico pré-controle 1_ponto_amarelo

  • Dois pontos amarelos consecutivos (mesma zona): ajuste o processo.

gráfico pré-controle 2_pontos_amarelos

  • Dois pontos amarelos consecutivos (zona oposta): pare o processo e investigue.

gráfico pré-controle 2_pontos_amarelo_zona

  • Um ponto de dados vermelho: pare o processo e investigue.

gráfico pré-controle 1_ponto_vermelho

Estas regras levam em consideração a probabilidade da distribuição dos dados para um processo com distribuição normal.

Vantagens e Desvantagens

A vantagem do Gráfico de Pré-Controle é a simplicidade em relação ao Gráfico de Controle, pois a sua interpretação é mais simples, em especial para operadores no chão de fábrica. Uma desvantagem é que esta ferramenta não é adequada para controlar o processo, nem identificar e diferenciar causas especiais das causas aleatórias. Quando se trabalha apenas com Gráficos de Pré-Controle o CEP não está sendo aplicado sobre o seu processo.

O Gráfico de Controle é importante para identificar o momento certo de ajustar o processo, enquanto o Gráfico de Pré-Controle facilita na identificação de produtos não conformes. É importante lembrar que o Gráfico de Pré-Controle é uma ferramenta com base na análise de conformidade de peças e não uma ferramenta de controle de processo.

O Gráfico de Pré-Controle também possui importante aplicação para estudos de novos processos quando você ainda não conhece os limites de controle. Neste caso, você inicia a análise dos dados com o Gráfico de Pré-Controle para conhecer o comportamento do seu processo e numa etapa seguinte é possível utilizar o Gráfico de Controle para aplicar os conceitos de CEP.

(1) Para especificações unilaterais a região verde ocupa 75% da área do gráfico

(2) Para especificações unilaterais a região amarela ocupa 25% da área do gráfico

Você também pode gostar de ler:

Especialista de Aplicação na HarboR desde 2013. Trabalha com soluções para Controle de Qualidade e Controle Estatístico de Processo na área industrial.

Confira Perfil Completo no Linkedin

 

 

One comment on “Gráfico de Pré-Controle: você sabe como utilizar?

  1. Hiram , on Nov 14, 2018 at 04:33 Responder

    Hola Karolina

    Estuve leyendo esta sección como consulta para definir unos limites de pre control. Solamente que comparando la ecuación de pre control que tu muestras no las puedo encontrar en otra literatura. Donde sacaste dichas ecuaciones?

    Saludos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cancelar