HarboR Informática Industrial Ltda.
info@harbor.com.br
+55 (48) 3333-2249

CEP: Capacidade x Capabilidade

Blog

CEP: Capacidade x Capabilidade

Espalhe a ideia!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Portugués De Brasil.

Espalhe a ideia!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

7 comments on “CEP: Capacidade x Capabilidade

  1. jonas kim , on Jan 18, 2021 at 23:57 Responder

    Sim, consegui entender a diferença. Depois disso, não dá mais para eliminar um do outro. Já incorporei. kkk

  2. Eduardo Thomsen , on Mar 31, 2020 at 21:49 Responder

    Em inglês temos «capacity» – o quanto cabe. E «capability» – ser capaz de alguma coisa, o quanto aguenta.

    Em português ambos os termos traduzidos em «capacidade». «Capability» É uma tropicalização mesmo. Pessoal da engenharia traduziu. Não existe em português.

  3. Bruna Luise Müller , on May 24, 2018 at 15:03 Responder

    Obrigada pelo seu comentário, César!

  4. César , on May 24, 2018 at 13:17 Responder

    Capacidade: por exemplo, capacidade nominal de um equipamento Exemplo: vazão da bomba de 20m3/h. Isso não implica dizer que em 24 horas teremos necessariamente 480m3. Capabilidade: capacidade do equipamento levando em conta a disponibilidade previstas. Ou seja, em 24 horas somente se a disponibilidade for 100% (improvável) é que teremos os 480m3.

  5. Matheus , on Jan 9, 2018 at 13:41 Responder

    Respeitosamente, discordo da opinião do Professor Egídio.

    «Capability» não significa necessariamente «capacidade de adquirir capacidade». É simplesmente «capacidade» (geralmente, a capacidade de o processo atuar dentro de certos limites e, portanto, gerar resultados confiáveis, desejáveis, etc.).

    Totalmente dispensável a criação de um termo novo para isso, em minha modesta opinião. O termo «capacidade» dá conta, tranquilamente, desse significado, de forma bela e transparente. E não soa horrível como «capabilidade», uma tradução de gosto extremamente questionável, a meu ver.

    Mas… viva a diversidade de opiniões!

  6. EGÍDIO CAMPOS , on Oct 20, 2017 at 22:26 Responder

    A questão NÃO É meramente vinculada a gostos pessoais ou a aludida impropriedade de incorporação de termo estrangeiro [no caso, inglês] ao vernáculo.
    Muito embora [veja-se http://www.academia.org.br/nossa-lingua/busca-no-vocabulario%5D nosso léxico [ainda] não consigne «capabilidade», isso se dá primariamente pela excessiva morosidade da análise neológica naquele órgão. Dada sua similitude linguística em várias bases com outros termos ou já preexistentes ou recentemente incorporados em modo neológico, tudo é apenas questão de tempo.
    Enquanto isso não ocorre, vejamos breve reflexão de significados:
    a) CAPACIDADE:
    1 – Espaço interior de um corpo vazio.
    2 – Grandeza desse espaço (com relação ao que pode conter).
    3 – Aptidão, competência.
    4 – Talento.
    5 – Pessoa entendida.
    6 – Probidade.
    7 – Faculdade que torna apto.
    8 – Possibilidade legal.
    9 – capacidade elétrica: elétrica quociente entre a carga elétrica acumulada por um capacitor em relação à diferença de potencial.
    Publicado em: 2016-09-24, revisado em: 2017-02-27
    Disponível em: ‹https://dicionariodoaurelio.com/capacidade›. Acesso em: 20 Oct. 2017
    Vale dizer: «capacidade» é o atributo que diz respeito à quantidade que um dado ente comporta em relação a uma dada grandeza, sendo, pois, verificada ou verificável.
    b) CAPABILIDADE:
    Ainda no domínio de ‘neologismo possível ou sugerido’, «capabilidade» é o atributo que diz respeito à habilidade de exibir capacidade num domínio qualquer que se deseje explorar.

    Vê-se, pois, que um vocábulo [capacidade] refere-se ao já verificado ou verificável, enquanto outro [capabilidade] refere-se à habilidade de se conseguir ou obter uma capacidade. Assim entendido, fica claro que capabilidade é uma como que «capacidade de» conseguir capacidade.

    Esse é um claro exemplo de neologismo saudável, que DEVE ser acolhido pela Academia Brasileira de Letras. Diferentemente de tantos, embora já acolhidos, inteiramente inúteis em nosso vernáculo.

    EGÍDIO CAMPOS, Prof. AEC..

    1. Maria Julia Silva Morossini , on Oct 23, 2017 at 17:18 Responder

      Obrigada pela sua contribuição!

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Índices de CapacidadeSaiba tudo sobre Cp, Cpk, Pp e Ppk